Mixtape #20 – Juventude

Gratidão pelo agora !

01- Letters To Cleo – I Want You To Want Me | 02-  Elton Jhon – Tiny Dancer | 03- Banda do Mar – Muitos Chocolates | 04- Cat Stevens – If You Want To Sing Out Sing Out | 05- Regina Spektor – Small Town Moon | 06- Barão Vermelho – Pro Dia Nascer Feliz | 07-  Caetano Veloso – Tropicália | 08- David Bowie – Modern Love | 09- Nina Simone – Ain’t Got No, I Got Life | 10- Tim Maia – Sossego

Londres 2011

Crônica audiovisual sem cronologia nenhuma. Sobre morar em Londres. Imagens capturadas porque eu estava afim, sem nenhuma preocupação técnica e visual. Encontrei esses fragmentos jogados no drive do meu computador antigo – computador que, na verdade, é da minha irmã e eu sequestrei para me dar apoio em Londres. Juntei porque o que é bonito é para ser mostrado e essa cidade, esses meses e essas pessoas são, para mim, bonitas por demais. Mesmo no meio da confusão.

To my lovely mates Andres Bedoya, Angelina Marteli, Alex Kubli, Diana Agudelo, Diana Betancur, Hyunah Song, Mathilde Dumolin, Maira Veneziani, Sergio Bedoya, Swiz Sandy, Tamires Muniz and to my sister Carol Novais.

Julieta-pés-gelados

julieta

Julieta adora sol e adora frio. Dias azuis abaixo dos 20˚C a fazem muito feliz. Por esse motivo, o mês de maio é seu favorito. Outono no sul do mundo e primavera na outra metade, então fica assim – céu azul e vento fresco – em quase todas as cidades que ela já foi. Só tem um problema: abaixo dos 20˚C seus pés ficam gelados. Não tem meia, nem chocolate quente que os aqueça. Uma boa desculpa para ficar enrolada nas cobertas ou deitada com os pés no sol. Coisas que Julieta adora fazer. Como não dá para ficar assim o dia todo, meias e chocolate quente são suas únicas opções na maior parte do tempo. Por isso Julieta adora meias e canecas. Tem uma coleção.

Teve só uma época abaixo dos 20˚C que ela não precisou usar sapatos. Nem coberta. Nem banho quente. Nem nada. Seus pés ficaram quentinhos uma estação inteira mesmo não sendo verão. Mas desses dias só ela e o Caio entendem, só eles sabem descrever. Já faz um bom tempo, mas a lembrança ainda os esquenta de vez em quando. Foi ele quem lhe deu sua primeira caneca. Era maio, fazia 18˚C e não tinha uma nuvem no céu. Um dos melhores dias da vida de Julieta. Quase tão bom quanto o dia em que ela ganhou seu primeiro salário e comemorou comendo coxinha com catupiry.