2015: um segundo por dia

Mudar para São Paulo. Começar a trabalhar na empresa que sempre sonhei. Dividir um apartamento ao lado do metrô com duas amigas. Casamento da minha irmã. Conhecer pessoas incríveis. Ter experiências inesquecíveis. 2015 foi extremamente sensacional. E aqui vai um vídeo de agradecimento a esse ano que foi um marco fundamental na minha vida:

Fora do Ninho: agora eu tenho canal no Youtube sobre minha vida em São Paulo

Processed with VSCOcam with f2 preset

A vida aqui em Sampa tá uma loucura. Tanto que nem tempo para escrever meus textos pessoas tenho tido tempo. É só matéria, notinha, vídeo… Daqui a pouco eu volto a abrir meu coração por aqui, não se preocupem.

Pelo menos tenho uma novidade! Comecei um canal no Youtube. Com apoio do site que eu trabalho, a Elástica, eu tenho produzido alguns vídeos sobre sair da casa dos pais e arrumar o próprio canto. Para acompanhar, é só entrar no blog que eu mantenho por lá.

O meu último vídeo foi sobre vizinhos. Foi o mais a cara do PVSC que eu publiquei, por isso queria compartilhá-lo com vocês. Tem mensagem importante nele!

Gostou? Se inscreve no canal que eu vou tentar atualizá-lo sempre. <3

Até em breve.

Londres 2011

Crônica audiovisual sem cronologia nenhuma. Sobre morar em Londres. Imagens capturadas porque eu estava afim, sem nenhuma preocupação técnica e visual. Encontrei esses fragmentos jogados no drive do meu computador antigo – computador que, na verdade, é da minha irmã e eu sequestrei para me dar apoio em Londres. Juntei porque o que é bonito é para ser mostrado e essa cidade, esses meses e essas pessoas são, para mim, bonitas por demais. Mesmo no meio da confusão.

To my lovely mates Andres Bedoya, Angelina Marteli, Alex Kubli, Diana Agudelo, Diana Betancur, Hyunah Song, Mathilde Dumolin, Maira Veneziani, Sergio Bedoya, Swiz Sandy, Tamires Muniz and to my sister Carol Novais.

#na_rua

As ruas são utilizadas basicamente como lugar de passagem, como eixo entre origem e destino. Milhares de pessoas se deslocam por elas com a cabeça ocupada por preocupações. Nós queremos transformar isso um pouquinho.

O #na_rua tem como objetivo fazer essas pessoas pararem um pouco. Pararem sua correria externa e interna para respirarem palavras.

Espalhamos cartazes pelas ruas de Belo Horizonte com frases que talvez não façam sentido nenhum, mas podem fazer todo sentido do mundo.

Pode ser que alguns nem notem, mas pode ser que o que dizemos mude o dia de alguém. O importante é que algumas pessoas sejam tocadas, mesmo que sejam poucas.

Parceria entre os blogs Para Ver Se Cola e Sem Clichê, criamos um instagram (@na_rua) para reunir os registros dos que se interessaram e talvez perceber como nossas palavras vem sendo recebidas.

Estamos apenas começando.

[vimeo 66039114]