Todo dia ele faz tudo sempre igual

E Deus criou esse homem patriarcal em plena segunda metade do século XX. Por não ter tido nada na infância, pensa que o que dá é mais que o necessário. Acredita que dinheiro na carteira preenche todos os vazios e que sentimento é coisa de gente descontrolada. Acha que sonhar é traçar metas e que alegria só existe em mesa de bar. Não tem culpa. Foi isso que aprendeu. Mesmo assim, chora ouvindo Roberto Carlos.